sábado, dezembro 31, 2016

E se...

E se apagasses de ti a memória de mim e me conhecesses de novo, será que farias comigo uma segunda primeira vez tudo aquilo o que já tínhamos feito antes? Será que as coisas que fazemos e partilhamos são encontros de vontade ou serão apenas meros acasos do destino? Será que se nos esquecessemos um do outro nos cruzaríamos de novo no caminho da vida como se fosse algo que simplesmente tivesse que acontecer ou será que apenas fomos um golpe de sorte acidental? Estarão porventura os nossos trajectos escritos ou será que temos o poder de mudar de direção rumo a um destino mais seguro ou mais previsivel até? Poderão os outros chamar-nos românticos por querermos acreditar que sempre nos buscámos, que a cada passo que davamos sabiamos estar a caminhar para o outro, ou seremos apenas loucos que procuram um significado para algo que apenas eventualmente foi uma simples casualidade?

quinta-feira, dezembro 29, 2016

À espera dos teus 7%


Sabias que 93% da comunicação humana é não verbal?
Talvez seja por isso que te falo mais com o olhar do que com outra coisa qualquer. Até porque nunca trocámos mais do que umas meras palavras de circunstância... um bom dia e pouco mais. E que bom(!) que o meu dia é sempre que nos cruzamos, que te vejo, que tento comunicar contigo, na esperança que comuniques comigo de volta. E, digo-te sempre tanto (!) sem na realidade te dizer nada... E, depois, pergunto-me se me ouves neste silêncio que partilhamos cada vez que nos vemos entre sorrisos. Cada vez que me falha a voz ou a coragem para te dizer as palavras que nunca encontro.

Sabias que espero ansiosa pelos teus outros 7%?
E, estranhamente, nem o teu nome sei. Mas também, o que diz verdadeiramente o nosso nome sobre nós? Quem precisa do nome para se conhecer quando tem toda a dimensão do teu olhar? Não acredito que o teu nome me pudesse verdadeiramente acrescentar mais sobre ti. Portanto, quando vieres (porque eu sei que hás de vir), não me tragas o teu nome, que não pretendo chamar-te se tiveres sempre ao pé. Traz-me antes os verbos que como eles podemos construir-nos e preencher os espaços que ainda existem entre nós. Traz-me as palavras para finalmente ocuparmos esta distância que ainda nos afasta.

A Margarida voltou!! =D


Assim é difícil!!! 😵 E depois não querem que eu esteja mais gorda... 😜

quarta-feira, dezembro 28, 2016

Acabadinha de sair da AE de "A luz entre os oceanos" =)


Sinopse:
Depois da Primeira Grande Guerra, um soldado traumatizado que foi aclamado como herói regressa à sua Austrália natal para trabalhar num farol. Lá, apaixona-se por uma mulher. Casam-se. Tentam ter filhos, mas perdem o bebé em todas as gravidezes. Um dia, encontram um barco a remos com o cadáver de um homem e uma bebé recém-nascida, que adoptam como deles. E é aí que os problemas começam. 
Um filme de Derek Cianfrance, o responsável por filmes como Blue Valentine - Só Eu e Tu ou Como Um Trovão, baseado no best-seller de 2012 de M.L. Stedman. O elenco junta Michael Fassbender e Alicia Vikander (que se tornaram um casal na vida real durante a rodagem), Rachel Weisz e Bryan Brown.

Sou tão mimada!! xD

E tenho as melhores amigas do mundo!!!

sábado, dezembro 24, 2016

quarta-feira, dezembro 21, 2016

Acabadinha de sair da AE de "Passageiros"


Sinopse:
A Starship Avalon é uma nave espacial que transporta mais de cinco mil pessoas em hibernação numa viagem que dura 120 anos. O destino? Um planeta-colónia chamado Homestead II. Só que uma das câmaras abre-se acidentalmente 90 anos antes da chegada ao destino e o seu inquilino, Jim Preston (Chris Pratt), um engenheiro mecânico, descobre que não era suposto ter acordado tão cedo.
Um drama de ficção científica cheio de implicações morais e filosóficas, realizado por Morten Tyldum, o norueguês responsável por "O Jogo da Imitação", com guião de Jon Spaihts, que co-escreveu filmes como "Prometheus" ou "Doutor Estranho". O elenco inclui, além do actor televisivo transformado numa das novas estrelas de Hollywood Chris Pratt, Jennifer Lawrence, Michael Sheen, Laurence Fishburne e Andy García.

Acabadinha de sair da AE de "Passageiros"


Sinopse:
A Starship Avalon é uma nave espacial que transporta mais de cinco mil pessoas em hibernação numa viagem que dura 120 anos. O destino? Um planeta-colónia chamado Homestead II. Só que uma das câmaras abre-se acidentalmente 90 anos antes da chegada ao destino e o seu inquilino, Jim Preston (Chris Pratt), um engenheiro mecânico, descobre que não era suposto ter acordado tão cedo. 
Um drama de ficção científica cheio de implicações morais e filosóficas, realizado por Morten Tyldum, o norueguês responsável por "O Jogo da Imitação", com guião de Jon Spaihts, que co-escreveu filmes como "Prometheus" ou "Doutor Estranho". O elenco inclui, além do actor televisivo transformado numa das novas estrelas de Hollywood Chris Pratt, Jennifer Lawrence, Michael Sheen, Laurence Fishburne e Andy García.

terça-feira, dezembro 20, 2016

Cheguei à conclusão que...

Quando estou feliz todos os meus sentimentos são para os outros,
não me resta nada para pôr no papel.