domingo, julho 24, 2016

Desisto.

Hoje desisto. Desisto de ti, de nós e de mim. Desisto de falar, de chorar, de tentar mudar. Desisto de correr, de esperar, de perdoar. Desisto do que foi, do que é e do que poderia vir a ser. Desisto de sonhar, de querer, de acreditar. Desisto.

sexta-feira, julho 22, 2016

O dom de ouvir silêncios.

O silêncio fala de coisas importantes. E fala e diz e por vezes até grita. Mas nem todos têm a capacidade de o ouvir, de o entender, de o compreender.

sábado, julho 16, 2016

Momento Já Fostes:


Aquele momento em que vais comprar uns sapatos e o rapaz da sapataria olha para dentro da caixa e pergunta "Isto?!"

sexta-feira, julho 15, 2016

Super Bock Super Rock 2016 - 14 de Julho

Hoje é até ao último acorde!

Motivos pelos quais eu gosto mais do verão.

Primeiro dia: siga!

Ah, se eles soubessem...

Villagers

The National

Disclosure

A bombar!!!

sexta-feira, julho 08, 2016

Intendente em Festa

Companhia Limitada - Estação Terminal

Dias destes fazem-me feliz xD

A guardar apenas o que é bom de guardar =)

"Three may keep a secret, if two of them are dead" - Benjamin Franklin

Pelas paredes de Lisboa xD


As babes @ Casa Independente




Mais um vidrão =D


A minha equipa vai matar-me de diabetes!!

#agoratodososdiasédomingo #preparingtobikiniseaso #sóquenão #eunãoqueriamasobrigamme #aminhaequipavaimatarmedediabetes #jásintoasminhasveiasaengrossar #sugarrush #lásevaiadieta #vousairdaquiarebolar #porqueéquemefazemisto

quinta-feira, julho 07, 2016

Esse, aquele, não outro.

O sentimento que se perde na tradução da palavra. Aquele que mesmo desprendendo da garganta nunca se replica na sua essência quando transmitido à contra-parte. Aquele que nos aprisiona e nos faz reféns de nós próprios, traindo todas as pré-concepções que possamos ter do que é normal. Aquele que nos leva à loucura enquanto nos transporta na bipolaridade dos sentidos. É esse o sentimento que eu quero. Esse, aquele, não outro. Agora cabe-te a ti saber se o tens para mo dar.

Não há condições de trabalho!!!

#preparingtobikiniseason #sóquenão #aminhaequipaéhorrivel #eunãoqueriamasobrigamme #lásevaiadieta #oFranciscofezumanodecasa #vousairdaquiarebolar #agoratodosoadiasédomingo #agordaemmimnãosequeixa

terça-feira, julho 05, 2016

segunda-feira, julho 04, 2016

Gosto do gosto.

Gosto quando a palavra se repete no ouvido enquanto se desfaz na boca. Gosto do gosto que me deixa e me alimenta o ego. Gosto daquele enrolar de lingua que em quase nada me diz mais do que devia.

sábado, julho 02, 2016

Custom Circus Cafe - A viagem






Modelito do dia (",)


Everyone said I could be anything...

so I became sexy!! =P

Praaaiaaaaaaa !!! xD


Acabadinha de sair da AE de "O Amigo Gigante" =D




Cartaz do FilmeSinopse:
Desde a trágica morte dos pais que Sophie (Ruby Barnhill) vive num orfanato administrado por uma governanta malvada. O seu coração é triste e solitário e ela sonha encontrar alguém a quem possa chamar família. Numa noite igual a tantas outras, encontra um gigante (Mark Rylance) de sete metros de altura que, apesar da sua aparência aterradora, possui um coração gentil, razão pela qual sempre foi ostracizado pelos da sua espécie. Ao compreender a solidão de Sophie, ele decide levá-la consigo para o seu país. Porém, naquele lugar perigoso, a menina tem de se manter longe dos olhares dos outros gigantes que, como todos sabemos, gostam de comer crianças. Os dois tornam-se amigos inseparáveis e, quando percebem que os outros planeiam assaltar as cidades para comer todas as crianças que as habitam, decidem que têm de fazer algo para o evitar…
Estreado no Festival de Cinema de Cannes, uma história para toda a família que conta com realização e produção do veterano Steven Spielberg (“Os Salteadores da Arca Perdida”, “ E.T. - O Extra-Terrestre”, “Império do Sol”, “A Lista de Schindler”, “Apanha-me Se Puderes” e “Lincoln”) e argumento de Melissa Mathison, que já antes trabalhara com Spielberg em “E.T. - O Extra-Terrestre”. “O Amigo Gigante” adapta o célebre conto do escritor britânico Roald Dahl (1916 — 1990), conhecido também pelas obras “Charlie e a Fábrica de Chocolate" ou "O Fantástico Senhor Raposo".