sexta-feira, junho 23, 2017

Buraco Negro


E ela gritava pedia e esbracejava de dentro do poço, precisava de ajuda. Estava cansada de ter sempre de ser ela própria a desenvencilhar-se. Estava farta de se sentir sozinha. Precisava de ser salva. Nem que fosse apenas para equilibrar o prato da balança. Precisava de saber que podia contar com isso, que se não conseguisse que alguém viria em seu auxilio. Mas ele não vinha, nunca chegava. Ele limitava-se a olhar para ela, sem nada fazer, à espera que ela própria saísse. Não lhe estendia a mão ou muito menos lhe dava palavras de encorajamento. E ela, morria a cada palavra que proferia, porque só se acumulavam em si a mágoa a dor e a frustração de quem nunca é ouvido. E ficava pequena, cada vez mais pequena, até ficar minúscula. E aí não havia força ou tamanho ou vontade de sair do buraco. Porque o buraco tornava-se ela, escuro e vazio. O buraco vinha de dela, de dentro para fora. Como se de um buraco negro se tratasse, que tudo consome, que tudo destrói. Mas que só a destruía a ela. E talvez a ele, sem que ele próprio se apercebesse disso. É que a cada passo que não dava, também ele se encolhia. Também ele se auto-destruia.

quinta-feira, junho 01, 2017

Voltar a tentar


Nós, quando nos apaixonamos, apaixonamo-nos sempre pelo potencial do outro. Esperamos sempre o melhor da outra pessoa e é por isso que nos desiludimos. Porque embora alguns até se digam estar prontos para a desilusão, a verdade é que não é por ela que esperam, ou então não embarcariam na viagem que é ter uma relação com alguém. Podemos até saber que pode correr mal, podemos até nos tentar proteger de alguma forma, não nos dando completamente, mas acreditamos sempre que daquela vez vai ser diferente. Faz parte da nossa natureza romântica, mesmo que neguemos tê-la. Temos de acreditar. Porque um dia há-de ser o nosso dia. E tem de haver um nosso dia. Seria triste demais pensar o contrário. Seria até porventura injusto. E é por isso que tentamos. Que erramos, tropeçamos, magoamo-nos… e que acabamos por nos levantar e tentar de novo. Sempre na esperança do que poderá vir, do que poderá ser. E isso torna-nos, a todos, tão extraordinários! Esta capacidade que temos de voltar a querer, de voltar a tentar, de voltar a amar. Mesmo que o façamos um pouco inebriados pelos sonhos e cicatrizes que vamos acumulando pelo caminho. Mas faz parte. A imperfeição também faz parte. Porque é essa mesma imperfeição que nos torna tão únicos.

domingo, maio 28, 2017

Acabei de ver:

a 6ª temporada de "Scandal"

a 1ª temporada "Designated Survivor"

sábado, maio 27, 2017

Acabadinha de sair da AE "Capitão Cuecas - O Filme" 😀


Sinopse:
Desde que se conhecem como gente que George e Harold são amigos inseparáveis. Apaixonados por banda desenhada, criam um personagem chamado Capitão Cuecas, um corajoso super-herói possuidor de cuecas elásticas que o tornam capaz de enfrentar os vilões mais aterrorizantes. Na escola, o duo é já conhecido pelas suas diabruras e consequentes idas ao gabinete de Benjamin "Benny" Krupp, o irascível director que sente diminuir os seus níveis de paciência a cada dia que passa. Num desses dias, Benny usa a sua última cartada educacional: colocá-los em turmas separadas! Em pânico, George e Harold resolvem hipnotizá-lo e transformam-no num Capitão Cuecas de carne e osso. Agora, com o director vestido apenas com roupa interior e completamente empenhado em acabar com a maldade do mundo, os dois amigos têm de arranjar um modo de reverter o processo antes que seja demasiado tarde. 
Com argumento de Nicholas Stoller e realização de David Soren ("Turbo"), uma comédia de animação computorizada que adapta a banda desenhada homónima criada por Dav Pilkey

quarta-feira, maio 17, 2017

E hoje foi dia da AE de "Alien Covenant"


Sinopse:
Em 2093, a nave "Prometheus" e a sua equipa de cientistas é enviada aos confins do universo em busca dos criadores da Humanidade. Infelizmente, ao descobrirem o grande segredo da criação da vida, deparam-se também com a maior ameaça à sua extinção. A nave acabou por ser destruída e os seus ocupantes mortos. Dez anos depois, os tripulantes da nave colonizadora "Covenant" encontram um planeta inexplorado onde poderão finalmente aterrar depois de uma longuíssima viagem em busca de um lugar propício à vida humana. Quando uma equipa de batedores se desloca ao local para uma avaliação mais profunda, depara-se com o maior de todos os horrores… 
Realizado pelo britânico Ridley Scott ("Blade Runner: Perigo Iminente", "Thelma e Louise", "Gladiador", "O Conselheiro" ou "Perdido em Marte"), um "thriller" de ficção científica que prossegue a história contada no filme "Prometheus" (o preâmbulo da saga “Alien", iniciada em 1979 pelo mesmo realizador). Com argumento de John Logan e Dante Harper, volta a contar com a participação do actor Michael Fassbender, desta vez num duplo papel. Com Katherine Waterston, Billy Crudup, Danny McBride e Demián Bichir a juntar-se ao elenco, "Alien: Covenant" inclui ainda breves aparições de James Franco, Guy Pearce e Noomi Rapace – os três a interpretar as suas personagens de "Prometheus".

Sonhos a dois


Hoje dormes ao meu lado, numa cama cama que é tua, não minha. Sonhas com ela, apesar de construires a tua vida comigo. Segues em frente apesar de continuares no passado. Hoje passeias de mão dada comigo, apesar de não te conseguir agarrar. Andas comigo mas se pudesses corrias comigo só para ficar com ela. Mas ela está longe, a um mundo de distância. E tu não és de ir atrás. Hoje és quase meu, embora eu seja tua por inteiro. Sofres dessa impossibilidade crônica de te dares a alguém porque ainda és de outra pessoa. Tentas negar mas por ti continuam todas as lembranças dela. E eu sou apenas uma mera substituta que ousei querer mais do que tinhas para dar.

Hoje durmo ao teu lado numa cama que é tua, mas que finjo ser minha também. Imagino que sonhas comigo, os sonhos de uma vida a dois. E que caminhas para mim no presente porque só eu sou o teu futuro. Hoje agarras-me a mão enquanto passeamos, não vá eu querer fugir. Andas comigo certo do caminho e cheio de certezas de mim. E não me queres senão do teu lado porque a distância é difícil demais de suportar. E caminhamos sempre lado a lado. Hoje és meu, como eu sou tua, todo e por inteiro. És meu de corpo, alma e coração, e eu sou a única a quem te deste assim. E não existe qualquer outra. Porque este é meu lugar é toda a tua vida caminhaste para mim.

Hoje escolho acreditar numa destas versões, enquanto durmimos juntos.

sexta-feira, maio 12, 2017

É impossível trabalhar nesta equipa!!!

Mas porque é que sempre que nos visitam nos trazem coisas?! 
Somos assim tão adoráveis? 😂 

#preparingtobikiniseason #docesporquesim #anotherdayattheoffice #assimatésetrabalhamelhor #agoratodososdiasédomingo #todaagentequeriaeraserdanossaequipa #porquesomosunsdocinhos #jaengordei4kilosdesdequecáestou #andstillcounting #porfavoralguémmecoleaboca #myteamisthabest #oaçucarajudaaconcentração #jáinventodesculpasparanãomesentirtãoculpada #eunãoqueriamasobrigamme #aminhaequipavaimatarmedediabetes #jásintoasminhasveiasaengrossar #sugarrush #lásevaiadieta #vousairdaquiarebolar #porqueéquemefazemisto

quinta-feira, maio 11, 2017

Não fui/sou eu.


Sou a lágrima que verte em mim. Sou a tristeza acumulada de todas as minhas escolhas que me trouxeram até aqui. Sou a covardia de me erguer por mim própria e de enfrentar os outros. Sou aquilo que esperam de mim enquanto me aniquilo na minha singularidade. Sou mais tu do que eu porque vivo a tua vida e não a minha. E tento me levantar e revoltar mas as palavras ficam presas na garganta enquanto me diminui a altura até me sentir pequena e minúscula. Tudo é, e sempre será, mais importante que eu. Tudo é uma prioridade, e eu não. E eu, eu fico aqui no meu canto cada vez mais sozinha e mais esquecida, até que de mim um dia não reste nada mais. Mas aí, fui o queriam de mim, o que diziam ser certo, o esperado... fui a perfeita, a imaculada... a infeliz. Mas não fui eu.

quarta-feira, maio 10, 2017

Acabadinha de sair da AE de "Rei Artur: A Lenda da Espada" xD


Sinopse:
Quando o rei Uther Pendragon, pai de Artur, é assassinado, Vortigern usurpa o direito à coroa e torna-se rei dos Bretões. Abandonado à sua sorte ainda muito pequeno, Artur acaba por viver nas ruas de Londonium – actual Londres – sem recordar o passado ou conhecer a sua origem. À medida que o tempo passa, Artur cresce, revelando um espírito combativo que o torna capaz de sobreviver aos constantes perigos e uma capacidade de liderança que conquista o respeito e a admiração de todos os que o rodeiam. Mas a sua vida altera-se quando consegue tirar a lendária Excalibur, a espada mágica cravada numa rocha que apenas o legítimo herdeiro do trono seria capaz de remover. Desafiado pela magia de Excalibur, vê-se compelido a enfrentar os seus demónios mais íntimos e aprender a dominar o poder que lhe é concedido para conseguir recuperar o trono e dessa forma libertar o seu povo da tirania de Vortigern. 
Um filme de acção e aventura realizado por Guy Ritchie ("Snatch - Porcos e Diamantes", "Sherlock Holmes", "O Agente da U.N.C.L.E."), segundo um argumento seu, de Joby Harold e de Lionel Wigram. Com Charlie Hunnam como protagonista, o elenco conta com Àstrid Bergès-Frisbey, Djimon Hounsou, Aidan Gillen, Eric Bana e Jude Law nos papéis secundários.

terça-feira, maio 09, 2017

domingo, maio 07, 2017

Feliz dia da Mãe (",)

Dizem que quando crescemos tornamo-nos nas nossas mães... e eu só posso dizer que, a acontecer, nada me deixará mais orgulhosa, ou não fosse a minha mãe a mulher mais guerreira, lutadora, corajosa, trabalhadora e bonita que conheço. Portanto, tornar-me numa versão dela só será um privilégio, um orgulho e uma benção. E, se sou quem sou hoje, se cheguei onde cheguei, foi só porque sou sua filha! 🌹 Adoro-te mamã!!! 🌹Feliz dia à minha mãe ( e a todas as outras que sacrificaram parte de si em prol de um amor maior ) 😘

Parabéns, Fonkekas!!! 🎉


terça-feira, maio 02, 2017

Acabei de ver:

a 1ª temporada de "11.22.63"

e a 1ª temporada de "13 Reasons Why"