quarta-feira, outubro 31, 2012

AE Dos Homens Sem Lei

Sinopse:
A verdadeira história dos infames irmãos Bondurant, contrabandistas do estado da Virgínia que tentaram a sua sorte durante a lei seca. Neste épico de foras da lei, inspirado nos contos verídicos de Matt Bondurant, retratados no seu romance "The Wettest Country In the World", a lealdade dos três irmãos é posta à prova num dos mais notórios cenários de crime da história dos EUA.

(In)confidência:
Este filme é um retrato dos infames irmãos Bondurant que durante a proibição da lei seca decidiram contrabandear alcool e agir segundo as suas próprias regras, não se baixando perante ninguém.
Como actor principal surge-nos Tom Hardy, num papel que tem o seu quê de icónico e rivaliza em termos de impacto com o Bane de O Cavaleiro das Trevas Renasce. A sua interpretação acrescenta mais lenda à lenda dentro do próprio filme e a sua crença nela é convincente e dá azo a um dos grandes momentos deste filme.
Algures entre o western e o filme de gangsters, este filme agarra os espectadores desde o inicio ao fim, alternando entre a violência e o charme.

Música do dia: O amor é mágico


e o amor é rápido (yeeeah)
sádico (uuuh)
às vezes é trágico (yeeeah)

mágico
é má-gi-co (x8)

yo
é de loucos o que sinto por ti
sinto falta de ti
desejava tanto que 'tivesses aqui
e me desses o devido valor
porque acredito que a vida não é nada sem amor
não, sei que não sou perfeito
nem nada que se pareça mas eu respeito
o que vai na tua cabeça
que te gramo, que te adoro, que te amo
que te quero, que te venero, que te sinto, que te espero.
não me deixes mais nesta posição
nada é em vão tudo tem a sua explicação
e eu sei a minha
quando te vejo, falo, toco,
arrepio na espinha
e agora vai ser tudo de bom
quero ver a tua cara quando ouvires este som
ah e vou tentar ser mais coração mole
vou ligar-te para irmos ver o pôr do sol

Visionamento - O substituto

Sinopse:
Henry Barthes é um educador com grande talento para estabelecer ligação com os seus alunos. No entanto, Henry optou por enterrar o seu dom. Passando os dias como professor substituto, evita convenientemente quaisquer ligações emocionais ao não ficar tempo suficiente em lado nenhum para se apegar quer a alunos, quer a colegas. Quando é colocado numa escola pública, onde uma direcção frustrada e esgotada criou um corpo estudantil apático, Henry torna-se rapidamente num exemplo para os jovens desafeiçoados. Ao descobrir uma ligação emocional improvável com os alunos, os professores e uma adolescente foragida que recolhe das ruas, Henry apercebe-se de que não está sozinho na sua luta de vida e de morte para encontrar beleza num mundo aparentemente cruel e sem amor. 

(In)confidência:
Vou ser sincera, vendo o trailer o filme não me chamou muito a atenção, mas ainda assim decidi ir vê-lo devido ao actor principal que me conquistou desde o seu papel no "O pianista", e ainda bem que o fiz porque este filme surpreendeu-me e muito!!
Em português, a palavra “detachment”, que é o titulo original do filme, significa “desapego”, “indiferença”. E tendo em conta que o filme nos apresenta o dia-a-dia de um professor substituo (Henry Bathes, interpretado por Adrien Brody), poderíamos pensar que este filme seria um a critica ao suposto desapego por parte dos professores aos seus alunos, mas o que acontece é precisamente o constrário. Este filme triste e até um pouco pesado, leva-nos pelos meandros da educação e do mundo dos professores, onde os limites por vezes podem não ser muito claros quando se lida com adolescentes e quando nesta idade até a mais pequena atitude pode ser a precipitação de um fim ou de um novo inicio.
Como alguém disse: Detachment é lírico, absurdo e gráfico.

terça-feira, outubro 30, 2012

AE As palavras

Sinopse:
Quando Rory Jansen publica o seu primeiro livro dá-se um daqueles momentos raros, uma vez em cada geração, em que o mundo literário e a imaginação do público são tocados em simultâneo. Amigos recomendam-no emocionadamente, os críticos deliram, o livro está em toda a parte, clubes literários, aviões, universidades. Com uma voz fresca e uma sabedoria sobre a vida que parece ser intemporal, Rory torna-se uma estrela literária imediata. Carismático, talentoso, inteligente, o jovem autor parece ter tudo: uma bela vida, uma esposa adorada, o mundo a seus pés – e tudo por causa de palavras. Mas de quem são aquelas palavras afinal? E que história é aquela, afinal de contas?

Música do dia: Better Together

É impossivel ouvir esta música sem ser directamente transportada até ao passado, a uma altura em que fui realmente feliz.

sexta-feira, outubro 26, 2012

Acabadinha de sair da AE "007 Skyfall"

 
Sinopse: 
Daniel Craig veste de novo a pele de James Bond na 23.ª aventura do maior franchise cinematográfico de todos os tempos. Em "Skyfall", a lealdade de Bond a M. é testada quando esta é assombrada pelo passado. Quando o MI6 é atacado, Bond tem de encontrar forma de descobrir e destruir a ameaça, a qualquer custo. 
Produzido pelos estúdios MGM, Columbia Pictures e Sony Pictures Entertainment, tem realização de Sam Mendes e argumento de John Logan, Neal Purvis e Robert Wade. A estreia internacional, a 23 de Outubro, coincide com o 50.º aniversário da série, que teve início em 1962, com "007 - Agente Secreto", de Terence Young. O elenco conta ainda com Judi Dench, Ralph Fiennes, Javier Bardem, Albert Finney e Helen McCrory.

quinta-feira, outubro 25, 2012

O beijo silencioso da mentira...

"Telling lies is a fault in a boy, an art in a lover, an accomplishment in a bachelor, and second-nature in a married man." - Helen Rowland.

“One lie has the power to tarnish a thousand truths.” - Al David 

“There is nothing worse for the lying soul than the mirror of reality.” - Steve Maraboli

quarta-feira, outubro 24, 2012

AE "A Casa do Fim da Rua"

Sinopse:
Sarah (Elisabeth Shue) muda-se com a sua filha Elissa (Jennifer Lawrence), para uma nova casa numa cidade dos subúrbios. Felizes com o seu novo lar, acham que encontraram o lugar perfeito para recomeçar as suas vidas. Porém, com o passar do tempo, começam a perceber que existe uma história relacionada com a vizinhança de que todos temem falar. Até que descobrem algo macabro: alguns anos antes, a família que vivia na casa ao lado da sua foi brutalmente assassinada e apenas Ryan (Max Thieriot), o filho mais velho, sobreviveu. Ryan, agora um jovem adulto, vive sozinho na casa de família e é pouco compreendido e aceite pela vizinhança, que o considera estranho e anti-social. Comovida, Elissa começa a sentir-se atraída pela história do rapaz, com quem acaba por viver uma história de amor. Tudo parece correr bem até ao dia em que ela compreende que o passado de Ryan a pode levar à perdição...

Oh, eu quero!!!

X Factor UK 2012 - Ella Henderson


A jovem Ella Henderson, de apenas 16 anos, surpreendeu no X Factor com uma interpretação lindíssima da música “Believe” da Cher… que até fez Nicole Scherzinger chorar. Uma prestação que vale a pena ver!!

terça-feira, outubro 23, 2012

AE "A Advogada"

Sinopse:
Massachusetts, 1980. Kenneth Waters (Kenny Waters) é condenado a prisão perpétua pelo assassínio de uma mulher, sem possibilidade de liberdade condicional. O caso contra ele não deixava margem para dúvidas: várias provas circunstanciais e duas testemunhas. Com um registo criminal manchado por vários pequenos delitos, todos o consideravam uma causa perdida. Todos, excepto Betty Anne (Hilary Swank), a sua irmã mais nova, que sempre acreditou na sua inocência. Com uma infância problemática - entre os maus-tratos e a negligência -, os dois irmãos passaram por várias casas de acolhimento sem, sequer, terminar os estudos secundários. Quando Kenny foi condenado, Betty Anne, mãe solteira de dois filhos, revoltada com tamanha injustiça, promete libertá-lo a qualquer custo. Para isso passa vários anos da sua vida focada nos estudos, terminando o liceu e o curso de direito. 
Realizado por Tony Goldwyn ("A Walk on the Moon", "Alguém Como Tu"), um filme dramático baseado na extraordinária história verídica de uma mulher que sacrifica tudo para salvar o irmão de um sistema judicial decidido a condená-lo com provas que se vieram a revelar insuficientes.

Objectos de desejo do dia

Visionamento - Manteiga

Sinopse:
Laura Pickler, esposa de Bob Pickler, o histórico campeão de esculturas de manteiga do Iowa, tem gozado, durante 15 anos, do destaque de ser a bonita e leal companheira do campeão estadual. Mas quando Bob é pressionado a retirar-se para dar hipótese de glória a outra pessoa, Laura fica indignada por perder o seu prestigio e decide entrar na competição. Apesar de ser a primeira a inscrever-se, vê as suas hipóteses de vitória caírem por terra com a chegada de um candidato improvável mas formidável: Destiny, uma rapariga de 10 anos, filha adotiva do casal Julie e Ethan. Mas não é tudo. Brooke, uma stripper e pretendente a amante de Bob, entra igualmente na competição, acompanhada pela sua fã nº1, Carol-Ann. Obrigada a enfrentar três adversários, ridicularizada pela sua enteada Kaitlen e furiosa com o marido, Laura resolve fazer tudo o que for preciso para ganhar. Mesmo que isso signifique recorrer à sabotagem e recrutar o seu estúpido ex-namorado Boyd como co-conspirador.

(In)confidência:
Apesar do título e da temática chegar a ser até um pouco ridicula e não sendo uma comédia nada por aí além, este filme consegue aliar o lado emocional com a comédia negra e sátira aos ideias americanos, ainda que abusando por vezes dos estereotipos. Uma comédia que apesar de tudo consegue ser inteligente e fazer o espectador rir.
É de destacar o desempenho da jovem Yara Shahidi que tem numa interpretação adorável, consistente e segura, capaz de rivalizar o protagonismo com Jennifer Garner. 

domingo, outubro 21, 2012

Sporting That I Used To Know


Este é o mais recente sucesso português no YouTube. Criado por um adepto insatisfeito com actual situação do seu clube, o vídeo foi inspirado no sucesso «Somebody That I Used to Know» do belga-australiano Gotye e já conta com mais de 1.000.000 visualizações desde o passado dia 28 de Setembro.

Estado de espirito de hoje

Matilde e Leonardo =P

Amanhã quem sabe?! =P

Objecto de desejo do dia

Postsecret da semana






sexta-feira, outubro 19, 2012

quinta-feira, outubro 18, 2012

quarta-feira, outubro 17, 2012

AE Frankenwennie

(In)confidência: 
Foi em 1984 que um jovem realizador da Walt Disney decidiu fazer uma curta-metragem em live-action que contava a história de um rapazinho que recriava o conto de Frankenstein ao ressuscitar o seu adorado cão, ideia essa que lhe valeu o despedimento da Disney, tendo sido argumentado que ele gastava demasiado dinheiro a produzir filmes que eram claramente inadequados para crianças. O filme em questão era "Frankenweenie" e o jovem realizador de 26 anos chamava-se Tim Burton.
Quase trinta anos depois, parece que a Disney percebeu o erro que cometeu e decidiu recontar a história dos inseparáveis Victor e Sparky, desta vez no formato de longa-metragem. Tal como a curta-metragem original, Frankenweenie mantém-se a preto e branco, mas junta-se-lhe uma inovação: o 3D. 
O novo filme de Burton é um regresso ao passado cheio de novidades, que assegura, todavia, uma originalidade de que já sentíamos falta. A animação é deliciosa, em stop motion, e com o marcado estilo do realizador bem presente.Entre estes caricatos e inesquecíveis personagens que povoam o universo de “Frankenweenie” encontra-se Edgar 'E' Gore, um rapaz muito semelhante ao corcunda que ajudava Dr. Frankenstein em “Frankenstein”, ou a um familiar muito próximo de Peter Lorre; Elsa Van Helsing (Winona Ryder), a dona de Persephone (cadela que gera o interesse amoroso de Sparky e protagoniza um momento hilariante com este último que evoca “The Bride of Frankenstein”); Nassor, um rapaz que parece saído de “A Múmia”; a “weird girl” uma rapariga cujo nome adequa-se à personalidade, que tem um gato capaz de “prever” acontecimentos importantes através dos seus excrementos, entre muitos outros personagens que evocam a atmosfera dos clássicos filmes de terror, embora com uma dose de loucura, humor e muito coração.
Simplesmente brutal este filme!!! 



terça-feira, outubro 16, 2012

O dia em que passei a chamar Chandra!!!

Só é pena a foto a seguir a esta nunca ter sido tirada.... A esta hora estava eu a tornar-me aí num fenómeno da internet!!! =P

I'll always be collateral damage


while this town is busy sleeping
all the noises died away
i walk the streets to stop my weeping
‘cause she'll never change her ways

don't fool yourself
she was heartache from the moment that you met her
my heart feels so still
as i try to find the will to forget her somehow
oh i think i've forgotten her now

her love is a rose pale and dying
dropping her petals and men unknown
all full of wine the world before her
or sober with no place to go

don't fool yourself
she was heartache from the moment that you met her
my heart is frozen still
cause i try to find the will to forget her somehow
she's somewhere out there now

(guitar solo)

oh my tears are falling down as i try to forget
her love was a joke from the day that we met
all of the words all of the men
all of my pain when i think back to when
remember her hair as it shone in the sun
the smell of the bed when i knew what she'd done
tell yourself over and over you wont ever need her again

But don't fool yourself
she was heartache from the moment that you met her
oh my heart is frozen still
as i try to find the will to forget her somehow
she's out there somewhere now

oh
she was heartache from the day that i first met her
my heart is frozen still
as i try to find the will to forget you somehow
cause i know you're somewhere out there right now

domingo, outubro 14, 2012

O que se vê (e já se viu) cá por casa

Quem me conhece sabe que eu adoro séries. Diria mesmo que me poderiam chamar uma papa-séries =P!! E agora que tenho mais tempo livre tenho aproveitado para pôr alguns episódios em atraso em dia de algumas séries que tinha deixado a meio. O problema é que andam por aí umas quantas que eu também gostava de ver e ainda nem comecei (e digamos que já vão bem adiantadas)...
Ainda assim, aceitam-se sugestões de novas séries aqui para a minha lista!! =D

Portanto, vistas estão:

- Revenge, season 1
- Glee, season 1-3
- Game of thrones, season 1-2
- The walking dead, season 1
- True blood, season 1-3
- Master Chef, season 1
- Jane by design, season 1
- Lost girl, season 1-2
- Misfits, season 1-2
- Terra Nova, season 1
- Tough love couples, season 1
- Heroes season 1-2
- Bionic woman,  season 1
- Charmed, season 1-8
- Sex and the city, season 1-6
- Once upon a time, season 1
- Brothers and sisters, season 1-2
- True Calling, season 1-2

A ser vistas à medida que vão saindo na América, estão:

- Revenge, season 2
- Glee, season 4
- Once upon a time, season 2

Por acabar de ver, estão:

- Misfits, season 3
- New girl, season 1
- American Horror Story
- Heroes season 3
- True blood, season 4
- Best ink, season 1

Quando acabar as de cima, queria começar a ver:

- The walking dead, season 2
- Lost room, season 1
- Brothers and sisters, season 3

E assim num projecto audacioso =P, quando tiver tempo e coragem, gostavade ver desde o inicio (dado que só vi alguns episódios perdidos na televisão):

- Dexter
- How I meet your mother
- Criminal Minds
- Big Bang theory
- Grey's Anatomy
- Gossip Girl
- Lost

Música do dia: Dear John Theme song

sábado, outubro 13, 2012

Acabei de ver...

... a primeira temporada da série "Revenge" e tenho a dizer que estou completamente viciada!!!
A vingança, meus senhores, é um prato que se serve frio (muito frio mesmo, congelado até, para ver se dá um valente intoxicação alimentar!!), e com muita classe!!!

Com ferros matas, com ferros morres!!!

Além disso... Quem é que consegue resistir a estes olhos azuis??? Ai Nick Wechsler, Nick Wechsler!!!


E como eu sou uma querida =P, deixo aqui um miminho para quem tal como eu já é fã desta série:

Revenge Season 1 Deleted Scenes

Bonus Features Descriptions

E ainda a promo da segunda temporada:


quinta-feira, outubro 11, 2012

quarta-feira, outubro 10, 2012

AE Looper


Sinopse: 
Em LOOPER - REFLEXO ASSASSINO, um thriller de acção futurista, viajar no tempo é uma realidade – embora ilegal e apenas disponível no mercado negro. Quando a máfia quer eliminar alguém, envia o seu alvo para o passado, 30 anos para trás no tempo, onde um "looper" - um assassino contratado, como Joe (Joseph Gordon-Levitt) – está à sua espera para o liquidar. Joe está a fazer fortuna e a vida corre-lhe bem... até ao dia em que a máfia decide “fechar o ciclo”, enviando-lhe um novo alvo do futuro: ele próprio (Bruce Willis). 
Este filme é escrito e realizado por Rian Johnson e conta ainda com as interpretações de Emily Blunt, Paul Dano e Jeff Daniels. 

(In)confidência: 
Looper é daqueles filmes que nos faz pensar sobre temas como o livre-arbítrio, o quanto nossa vida é afectada não só pelas nossas escolhas mas também pelas escolhas do outro, e se o homem nasce bom ou mau. E fá-lo de uma maneira genial, o que para mim faz com que seja um dos melhores filmes deste ano. 
Não posso também de deixar de mencionar o trabalho magnifico da maquiagem feita em Gordon-Levitt, que nos faz acreditar que ele é, realmente, uma versão mais nova de Willis. A expressão dos olhos, testa e boca são realmente impressionantes.

São momentos como este...


que fazem o meu dia!!! =D

Galinha com Ameixas


Sinopse: 
Teerão, 1958. Nasser Ali Khan, o mais famoso violinista, perde o seu violino, partido durante uma discussão. Incapaz de encontrar outro que o possa substituir, Nasser Ali percebe que a vida sem música é intolerável. Fecha-se no quarto, sem sair da cama e os seus sonhos fazem-no regressar à sua infância ou transportam-no para o futuro dos seus filhos. Durante essa semana, à medida que as peças da sua história se encaixam, descobrimos o seu segredo e a razão que o leva a desistir da vida em nome da música e do amor.

(In)confidência:
"Yeki bood, yeki nabood" - É com esta peculiar frase que começam os contos persas e é também com esta frase que começa "Poulet aux Prunes", o novo filme da iraniana Marjane Satrapi. Esta frase que significa "Havia alguém, não havia ninguém" remete desde logo para o clima de conto encantado, num filme onde a personagem principal decide morrer perante o desgosto de não poder mais tocar violino e expressar o seu amor.
E durante 8 dias, Nasser definha à espera da morte enquanto ao espectador são apresentados segmentos da sua vida, segmentos esses que o definiram enquanto pessoa e o levaram àquele mesmo momento.
Um filme muito bonito, e claramente francês, mas que na minha visão perde por lhe faltar alguma magia... provavelmente devido aos momentos demasiado lentos.

terça-feira, outubro 09, 2012

A mudança de visual



Está no Ar!

 
Sinopse:
Enquanto animadora de um programa de rádio de grande sucesso, Mélina é uma das vozes mais conhecidas de França. No seu fórum nocturno, Mélina ajuda com bom humor e impertinência a resolver os problemas afectivos e sexuais dos seus ouvintes mas na vida real mantém o anonimato e a sua vida é muito mais solitária do que se poderia pensar. Até que aos 40 anos resolve, subtilmente, ir à procura da mãe que nunca conheceu.

(In)confidência:
"Parlez-moi de vous" é um filme estranho, não é mau mas é estranho, talvez pela estranheza e complexidade da personagem principal, uma mulher com dificuldades em se relacionar pessoalmente com os outros, dificuldade essa relacionada com o abandono da sua mãe, mas que atrás de um microfone se torna numa pessoa completamente diferente.

A cilada


Sinopse: 
Set Up conta a história de dois amigos, Sonny (50 Cent) e Vincent (Ryan Phillippe) que se juntam para levar a cabo um detalhado assalto, mas que acabam inimigos quando Vincent resolve fugir com o produto do roubo. Sonny procura vingança associando-se ao mais perigoso chefe da máfia local (Bruce Willis) e quando finalmente fica frente-a-frente com o seu amigo de longa data, é obrigado a tomar uma decisão que irá mudar para sempre a sua vida.

(In)confidência:
Vê-se bem mas não é assim nada por aí além... Foi lançado directamente para DVD nos Estados Unidos,  e percebe-se bem porquê visto que não irá ser de certo um êxito de bilheteiras!!! O filme foi mal recebido pela crítica e pelo público, reunindo um certo consenso ao classifica-lo como uma pobre imitação do estilo de acção e humor de Guy Ritchie, ainda que tendo actores conhecidos no elenco. A participação de Bruce Willis é a melhor mas também pequena e a actuação de 50 Cent também não foi propriamente elogiada, havendo até quemtenha dito que o seu desempenho fez jus ao seu nome... autch!!

Momento fofo do dia: