quarta-feira, novembro 28, 2007

Se te conseguisse dizer-te todo o mundo em palavras, dir-te-ia-o, mas não conheço palavras suficientes.


(In)confidência: Mas se to dissesse na mesma, acreditavas?

Na minha primeira aula de Deontologia Profissional, o professor pediu-nos para nos apresentar-nos ( para dizermos o nosso nome, de faculdade vinhamos e porquê a advocacia). Houve imensa gente a dizer que não se imaginava a fazer outra coisa, o que me supreendeu porque eu imagino-me a fazer imensas coisas e todas elas bem diferentes entre si. O que me faz lembrar das histórias que a minha mãe me contava de quando eu era pequenina, em especial aquela sobre o que é que eu queria ser quando fosse grande... A minha mãe diz que eu todas as semanas queria ser uma coisa diferente... Quis ser bombeira, médica, detective, cantora, bailarina, apresentadora de televisão... e até caçadora de formigas!! É verdade, caçadora de formigas!! Nos últimos tempos, tenho ouvido várias vezes que a justiça é uma utopia e que não existe na realidade mas, apesar de conseguir encontrar um fundo de verdade nessa afirmação, recuso-me a acreditar nisso. Talvez a justiça seja a minha formiguinha. E talvez eu tenha realmente realizado o sonho de criança de me tornar uma caçadora de formigas!! Quem sabe... Pode ser que algum dia eu a consiga encontrar!!

terça-feira, novembro 27, 2007

"Queria um céu azul de nuvens algodão doce. Queria-me deitada na areia fina, contigo a meu lado, a ve-las passar, a apontar e a dizeres “Olha, parecem coelhos” ou qualquer coisa parva que me desfaz em riso. Queria deitar a cabeça nas tuas pernas e abraçar a ideia sortuda de nos termos encontrado enquanto me tiras o cabelo dos olhos e pões a mão na minha cintura.
Não te posso dizer o que me atravessa a mente quando o mar me invade os olhos e as narinas e os ouvidos. Com a água salgada vem tudo o que as palavras não conseguem agrupar em frases.
É o mundo inteiro, o que existe contigo e o outro também, é o que vem e o que vai, é um barco e um gira-discos, o que me prometeste e o que me prometi a mim também. És tu e sou eu, somos os dois e o que não fomos e o que se calhar nunca vamos ser. É o achar-te diferente de mim num segundo e ver-te tão igual e tão entranhado no outro. É o sermos livres e termo-nos um ao outro e pensar para mim “nunca fui livre, sempre fui tua estupido, estivesse onde estivesse, com quem fosse, a fazer seja o que for. Não há nada que dilua a tua presença em tudo o que faço, mesmo nao sabendo onde andas, com quem andas, não preciso de saber nada disso, só que estou contigo e isso chega-me . A tua vida para lá dos meus muros só a ti pertence e eu confio em ti, apesar do que dizes e do que aparento”. E eu não te vou dizer isto tudo, porque “há coisas que não digo, mas nunca esqueço”.Aperto-te a mão com força, tenho grãos de areia entre os dedos que arranham os maus pensamentos.
Aliso o chão ao lado da tua perna com a palma da mão, penso no quanto gostaria que a vida te fosse lisa, e o mar continua no seu encadeamento, vem à frente, volta atrás e respira fundo, avança mais um bocadinho.
Bem vistas as coisas, é o que nós fazemos também, não é? Olha bem e diz-me se não tenho razão, andamos para trás um bocadinho e sempre que recuamos, ganhamos balanço para sermos maré cheia, nem que seja por um momento pequeno. A saber eu que esse momento volta, não me importo de vazar vezes e vezes sem conta."


(In)confidência: Não fui eu que escrevi isto, mas podia ter sido...

segunda-feira, novembro 26, 2007

As palavras que nunca te direi

Há palavras que nunca te direi porque são minhas. Não tens direito a elas. Roubei-as e apropriei-me delas. Não tas direi!! Nunca!! E não há nada que agora possas fazer ou dizer para que isso aconteça. Já lá vai o tempo em que todos os meus pensamentos te pertenciam e que todos os meus gestos se dirigiam a ti. Era tua por completo sem que precisasse de o dizer. Era só quereres, que me lias como se de um livro aberto me tratasse. Não havia mundos que eu percorresse se não fossem teus. E não havia mares suficientemente grandes para me afastar. E no fim do dia, era em ti que repousava. Mas, agora, já não há dias nem noites nem madrugadas... já não há tempo que te pertença... e eu já não sou o génio da tua lâmpada mágica.
Os meus dias deviam ter mais de 24horas...

(In)confidência: e se calhar, mesmo assim, não chegava...
Quem vai, quem vai ver o Benfica - Milan ?? EU !!! E sem pagar!! Ehehehe


( P.S. Esta foto é do jogo Benfica - Celtic, o qual eu também fui sem pagar... Vida dura esta a minha!! )

domingo, novembro 25, 2007

Falta um mês para o Natal e eu já recebi a minha primeira prendinha! =)

Falta um mês para o Natal!!!

Adoro esta época do ano e não é só pelas prendinhas (que eu gosto tanto de receber e de dar!) , mas sim por todo o espirito. As pessoas tornam-se mais afáveis e generosas, as ruas iluminam-se de diversas cores e desenhos... Tudo parece mais bonito!! E tiramos tempo aos nossos dias para pensarmos nos outros, nos que eles gostam e no que lhes deviamos oferecer... Perdemos tempo em filas para pagar o que escolhemos, vasculhamos lojas que parece que foram tomadas de assalto nesta altura só para procurar o presente perfeito... Deixamos a bolha em que vivemos para sermos pessoas melhores.

Pensamento do dia

"Por mais que busquemos, apenas nos encontramos a nós próprios." Anatole

"Encosta-te a mim,
nós já vivemos cem mil anos

(...)

encosta-te a mim,
dá cabo dos teus desenganos

(...)

deixa-me chegar.

(...)

recebe-me bem,
não desencantes os meus passos
faz de mim o teu herói,
não quero adormecer.


Tudo o que eu vi,estou a partilhar contigo
o que não vivi, hei-de inventar contigo
sei que não sei, às vezes entender o teu olhar
mas quero-te bem, encosta-te a mim. "


Encosta-te a mim
Jorge Palma

quinta-feira, novembro 22, 2007

Hoje apetecia-me ficar o dia todo na cama!!!

quarta-feira, novembro 21, 2007

Resposta ao desafio


A lógica do Funcionário Público é : "Não te rales mas não te entales!!"

"Hoje toda a gente se trata por tu, já deves ter reparado, é uma forma despachada e falsamente confidencial. Eu não gosto, por­que é inconveniente... Acho que quando duas pessoas se esti­mam devem tratar-se por você, é uma forma que revela civilidade e respeito pelo outro. E além disso marca aquela distância necessária para exprimirmos mutuamente que apesar de nos conhecermos bem, intimamente, até, e de sabermos os nossos respectivos segredos, continuamos a fazer de conta que não, que não sabemos certas coisas, e fazemo-lo para que o outro se sinta mais à-vontade, como quando alguém te confessou uma coisa importante que não diria a ninguém, mas era como se estivesses distraído, claro que não é bem assim, ouviste-o com muita aten­ção, mas... lá está, é como se já não estivesses a pensar nisso, guardaste aquilo num compartimento secreto do teu coração e fechaste-o à chave..."


António Tabucchi, in 'Tristano Morre'

Pensamento do dia

" No dia em que passar por ti e não te sorrir, será o dia em que precisarei de um sorriso teu. "

terça-feira, novembro 20, 2007

Tiago Bettencourt & Mantha no Casino de Lisboa

Não falei contigo
Com medo que os montes e vales que me achas
Caissem a teus pés
Acredito e entendo
Que a estabilidade lógica
De quem não quer explodir
Faça bem ao escudo que és
Saudade é o ar
Que vou sugando e aceitando
Como fruto de Verão
Jardins do teu beijo
Mas sinto que sabes,
Que sentes também num dia maior
Serás trapézio sem rede
Pairar sobre o mundo
Em tudo o que vejo
É que hoje acordei e lembrei-me
Que sou mago e feiticeiro
Que a minha bola de cristal é folha de papel
E nela te pinto nua
Nua, numa chama
Minha e tua
Desconfio que ainda não reparaste
Que o teu destino foi inventado por gira-discos estragados
Aos quais te vais moldando
E todo o teu planeamento estratégico de sincronização,
Do coração, são leis como paredes e tectos
Cujos vidros vais pisando
Anseio o dia em que acordares por cima
De todos os teus numeros,
Raizes quadradas,
De somas subtraídas,
Sempre com a mesma solução.
Nah!
Podias deixar de fazer da vida um ciclo vicioso,
Harmonioso,
Ao teu gesto mimado
E à palma da tua mão
É que hoje acordei e lembrei-me
Que sou mago e feiticeiro
Que a minha bola de cristal é folha de papel
E nela te pinto nua
Nua, numa chama
Minha e tua
Desculpa se te fiz fogo e noite
Sem pedir autorização por escrito
Ao sindicato dos Deuses
Mas não fui eu que te escolhi
Desculpa se te usei
Como refugio dos meus sentidos
Pedaços de silêncios perdidos
Que voltei a encontrar em ti.
É que hoje acordei e lembrei-me
Que sou mago e feiticeiro...
...E nela te pinto nua
Nua, numa chama
Minha e tua
numa chama minha e tua...
Ainda magoas alguém
O tiro passou-me ao lado
Ainda magoas alguém
Se não te deste a ninguém
Magoaste alguém
A mim passou-me ao lado...
A mim passou-me ao lado...

O concerto foi ontem e encerrou com a música "Carta"... Não consigo pensar numa música melhor para acabar...

segunda-feira, novembro 19, 2007

1dia de aulas


Hoje foi o meu primeiro dia de aulas na Ordem. Não sei bem do que estava à espera... mas também não foi nada de especial. Já não é como quando se andava na escolinha, que se ficava ansioso, no fim das férias, pelo recomeço das aulas, porque essa era a altura em que revíamos todos os nossos colegas e trocavamos histórias de aventuras de verão.
O dia de hoje foi insipido... Começou com chuva e pouca alegria... e lá, na Ordem, é certo que se viram colegas antigos mas parecia que havia todo um mundo a separar as pessoas, não havia aquele sentimento... E não me digam que é por as pessoas serem mais velhas, porque não é. Não é isso que é ser adulto.
Mas o que me entristeceu mais foi reparar que determinadas pessoas se tinham tornado snobs só por terem melhores estágios que os outros, como se isso os tornasse donos do mundo ou melhor do que os outros. Que é feito da humildade?!

domingo, novembro 18, 2007

Amanhã a minha vida complica-se mais um bocadinho =/
"Sorry seems to be the hardest word..." Já dizia o cantor na sua música... Mas porque será que nos é tão dificil pedir desculpa quando erramos? Porque será que nos é tão dificil dizer essa pequena palavra quando magoamos alguém, mesmo que essa não tenha sido a nossa intenção? Porque será que às vezes precisamos de ouvir uma palavra tão simples como "desculpa" para que tudo fique bem?! É que muitas vezes não precisamos de mais nada, não precisamos de explicações, não precisamos de outras palavras... apenas precisamos daquela em especifico. E o que muitos desconhecem é que a palavra que necessitamos ouvir não é um "desculpa" mas sim um "perdoa-me", é que "desculpa" quer dizer "tirar a culpa" e "perdoa-me" quer dizer "dar um dom maior do que aquela pessoa merece". E dar dons maiores do que se merece é o que fazemos quando esquecemos o que aquela pessoa fez ou disse. Só é pena que dar dons não esteja ao alcance de todos e pedir dons só esteja ao alcance de alguns, de muito poucos na verdade. O mundo seria de facto um sitio melhor se os nossos corações não fossem tão egoístas e se dentro deles morasse um dom capaz de comportar tudo.

sábado, novembro 17, 2007

Porque é que o Pai Natal não gosta de mim?!

quinta-feira, novembro 15, 2007

Alteração ao Código de Trabalho


1. INDUMENTÁRIA:

O Informamos que o funcionário deverá trabalhar vestido de acordo com o seu Salário..

Se o virmos calçado com uns ténis Adidas de 100EUR ou com uma bolsa Gucci de 150EUR, presumiremos que está muito bem de finanças e portanto, não precisa de aumento.
Se ele se vestir de forma pobre, será um sinal de que precisa aprender a controlar melhor o seu dinheiro para que possa comprar roupas melhores e portanto, não precisa de aumento.
E se ele se vestir no meio-termo, estará perfeito e portanto, não precisa de aumento.

2.AUSÊNCIA DEVIDO A DOENÇA:

Não vamos mais aceitar uma declaração do médico como prova de doença.
Se o funcionário tem condições para ir até ao consultório médicotambém tem para vir trabalhar.

3. CIRURGIA:

As cirurgias são proibidas.
Enquanto o funcionário trabalhar nesta empresa, precisará de todos os seus órgãos, portanto, não deve pensar em tirar nada. Nós contratámo-lo inteiro.
Remover algo constitui quebra de contrato.

4. AUSÊNCIAS DEVIDO A MOTIVOS PESSOAIS:

Cada funcionário receberá 104 dias para assuntos pessoais, em cadaano. Chamam-se Sábados e Domingos.

5. FÉRIAS:

Todos os funcionários têm direito a gozar ainda mais 12 dias de férias nos seguintes dias de cada ano:

1 de Janeiro,
Dia de Páscoa
25 de Abril,
1 de Maio,
10 de Junho,
15 de Agosto,
5 de Outubro,
1 de Novembro,
1 de Dezembro.
8 de Dezembro.
25 de Dezembro.

6. AUSÊNCIA DEVIDO AO FALECIMENTO DE ENTE QUERIDO:

Esta não é uma justificação para perder um dia de trabalho.
Não há nada que se possa fazer pelos amigos, parentes ou colegas detrabalho falecidos.
Todo o esforço deverá ser empenhado para que os não-funcionárioscuidem dos detalhes. Nos casos raros, onde o envolvimento do funcionário é necessário, o enterro deverá ser marcado para o final datarde.
Teremos prazer em permitir que o funcionário trabalhe durante ohorário do almoço e, daí sair uma hora mais cedo, desde que o seu trabalho esteja em dia.

7. AUSÊNCIA DEVIDO À SUA PRÓPRIA MORTE:

Isto será aceite como desculpa. Entretanto, exigimos pelomenos 15dias de aviso prévio, visto que cabe ao funcionário treinar o seusubstituto.

8. O USO DO WC:

Os funcionários estão a passar tempo demais na casa de banho.
No futuro, seguiremos o sistema de ordem alfabética. Por exemplo,
Todos os funcionários cujos nomes começam com a letra 'A' irão entre as9:00 e 9:20, aqueles com a letra 'B' entre 9:20 e 9:40, etc. Se nãopuder ir na hora designada, será preciso esperar a sua vez, no diaseguinte.
Em caso de emergência, os funcionários poderão trocar o seu horário com um colega. Ambos os chefes dos funcionários deverão aprovar essatroca, por escrito.
Adicionalmente, agora há um limite estritamente máximo de 3 minutosna sanita. Acabando esses 3 minutos, um alarme tocará, o rolo de papel higiénico será recolhido, a porta da sanita abrir-se-á e uma foto serátirada. Se for repetente, a foto será afixada no quadro de avisos eIntranet do Serviço com o título infractor Crónico.

9. A HORA DO ALMOÇO:

Os magros têm 30 minutos para o almoço, porque precisam comer maispara parecerem saudáveis.
As pessoas de tamanho normal têm 15 minutos para comer uma refeiçãobalanceada que sustente o seu corpo mediano.
Os gordos têm 5 minutos, porque é tudo que precisam para tomar umasalada e um moderador de apetite.

Muito obrigado pela sua fidelidade à nossa empresa. Estamos aqui para proporcionar uma experiência laboral positiva. Portanto, todas as dúvidas, comentários, preocupações, reclamações, frustrações,irritações, desagravos, insinuações, alegações, acusações,observações, consternações e quaisquer outras... ões' deverão serdirigidas para outro lugar.

Tenham uma boa semana.

segunda-feira, novembro 12, 2007

Desafio!!

Quem é que sabe qual é a lógica de um funcionário público?!

Há noites mais dificeis do que outras... Noites em que o sentimento de um coração apertado fala mais alto. Noites em que é impossivel esquecer o que as memórias nos trazem. Noites em que nos sentimos vazios. Noites em que não conseguimos adormecer...

As pessoas deviam dizer, mais vezes, umas às outras, o quanto gostam dessas pessoas... para que ninguém de quem se gosta tenha uma noite dessas. A amizade é um dom enorme, mas é muitas vezes esquecido e mal usado.

The weasel no Pavilhão Atlântico




O concerto encerra a digressão deste ano dos Da Weasel, assente no álbum "Amor, escárnio e mal-dizer", editado em Maio.Ao longo de mais de duas horas, a banda irá interpretar temas de todo o repertório, alguns dos quais escolhidos pelos fãs, e grande parte do último álbum.

Esta será a primeira vez que a banda arrisca um concerto a solo naquela sala de espectáculos, apesar de já lá ter actuado em 1999, quando assegurou a primeira parte do concerto dos Red Hot Chili Peppers.Desta vez o nervosismo e a expectativa são maiores, admitiu o baixista João Nobre à agência Lusa."O concerto no Atlântico era um namoro antigo, mas achámos que não seria certo fazê-lo antes", sublinhou o músico, a dois dias do concerto."Na altura do [álbum] `Re-definições´ o mais lógico seria fazermos o coliseu e nunca o Atlântico e queremos que o público vá agora ao concerto por causa do nosso trabalho e não pelo `hype´ em torno de nós", referiu o baixista.
O álbum "Re-definições", de 2004, atingiu a quádrupla platina e representou um grande salto na projecção mediática da banda de Almada junto do público português, isto apesar dos registos anteriores também terem conquistado a platina.Aos fãs de hip hop, que os acompanham desde os primeiros tempos, juntaram-se nessa altura admiradores de outros géneros musicais e de diferentes gerações.


No concerto do Pavilhão Atlântico, que será gravado para posterior edição em CD e DVD, deverão estar cerca de 16 mil espectadores.Os Da Weasel surgiram em 1993 e, apesar do primeiro EP ser em inglês, firmaram-se como um das primeiras bandas hip hop nacionais, embora hoje tenham diversas influências musicais, do rock ao funk.Entre os álbuns mais importantes da sua carreira contam-se "Iniciação a uma vida banal - o manual" (1999) e "Re-definições" (2004).Actualmente são formados por João Nobre (Jay Jay), Carlos Nobre (Pacman), Virgul, Pedro Quaresma, Guilherme Silva e DJ Glue.

1º Acto
Depois literalmente caiu o pano e "Adivinha quem voltou", do álbum «Dou-lhe com Alma», foi o tema que abriu o concerto, para gáudio do público, já «nervoso» pela demora da banda para entrar em palco.
A interação entre as bancadas e a plateia com a banda assumiu desde o início uma proximidade intíma e uma cumplicidade notória.
O 1º Acto teve um cariz melancólico. A banda puxou do currículo e recordou temas como "A Essência", "Pedaço de Arte", "Paixão", "Jay", "Selectah", "Real" e fechou com "Dúia". Temas que estiveram presentes no início dos Da Weasel e que contribuiram para a ascensão meteórica do grupo de Almada, eleita por duas vezes, nos prémios MTV, a melhor banda portuguesa . A parte frontal do palco em W, um dos ex-librís da produção, teve um efeito tremendo, permitindo a Pacman, Virgul e seus pares uma maior proximidade da plateia. Ao ponto de até terem distribuído preservativos, numa vertente mais educativa do concerto. Detaque ainda para a excelência da produção nas luzes e cenários, pecando apenas no facto da acústica do Pavilhão Atlântico não ter ajudado.
"Casa" trouxe o primeiro convidado ao palco. Manuel Cruz veio do Porto de propósito para participar no espectáculo e fez valer cada quilómetro que percorreu, pela reacção fantástica do público.
Quem também não faltou ao espectáculo foi Atiba, que «veio para confirmar a beleza das mulheres portuguesas». O cantor deixou a sua marca no tema "Internacional Luv", no qual colabora para o álbum «Amor, Escárnio e Maldizer».


2º Acto
A segunda parte do espectáculo começou com uma desobediência de Pacman. O cantor revelou que a mãe lhe tinha pedido para não dizer palavrões, mas não havia como escapar e "Bora lá fazer a p*** da revolução" era um tema obrigatório.
Seguiu-se uma ligeira homenagem a José Luis Peixoto, autor do poema "Negócios Estrangeiros", brilhantemente adaptado pelos Da Weasel para a música.
Já com o maestro Rui Massena e a orquestra em palco, a banda interpretou quatro temas: "O Verbo", "A Adição", "A Palavra" e "Mundos Mudos". O pianista Bernardo Sassetti foi outro dos convidados e trouxe consigo belos momentos e uma musicalidade totalmente diferente do tipo de música produzida pelos Da Weasel, mas que em conjunto resultou na perfeição.

3º Acto
O último acto começou com um Jam do Dj Glue. Esta parte do espectáculo integrou alguns do temas mais populares da «Doninha». "Força", "Carrossel e "Niggaz", abrilhantado por um sketch dos Gato Fedorento, fizeram as delícias do público.
Para o final ficaram guardados três dos singles mais famosos da banda. "Re-Tratamento", "Dialectos de Ternura" e "Tás na Boa" foram cantados em coro por um Pavilhão Atlântico em êxtase.
A história dos Da Weasel ficou mais rica a partir de hoje, numa noite de consagração para a banda e para a música portuguesa. A mega-produção certamente não irá ser esquecida por nenhum dos presentes e estará disponível para quem não pode estar presente, porque irá ser editado em DVD.


domingo, novembro 11, 2007

Definitivamente, eu não gosto de vinho!!!

Hoje fui a uma prova de vinhos... Quem diria?! Fui literalmente arrastada!! Mas tenho de admitir que a prova comentada foi bem gira... é que passei o tempo todo a gozar com o Sr. que estava a apresentar os vinhos!! Cá para mim ele já não estava era muito sóbrio, é que para ele os vinhos sabiam a tudo menos a vinho... O primeiro sabia-lhe a limão, o Rosé sabia-lhe a framboesa e morango, um dos tintos sabia-lhe a chocolate... Eu gostava era de saber onde é que aquele senhor faz as compras?! É que o supermercado dele não é o mesmo que o meu!!
Mas pronto, para quem não gosta de vinho, acabei por trazer duas garrafitas que me foram oferecidas! Eehehe!! Olha se eu gostasse...

sexta-feira, novembro 09, 2007

Pensamento do dia

Escuta o teu coração (...) Ele conhece todas as coisas (...) Porque onde ele estiver, é onde está o teu tesouro. - Paulo Coelho

quinta-feira, novembro 08, 2007



Ele há coisas muito estranhas!! E quando pensavamos que já tinhamos visto um pouco de tudo... heis que surge algo que nos supreende!! Andava eu a passear pelas Amoreiras ( que é como quem diz, a caminho do almoço) quando olho para o lado e vejo uma daquelas bancas no meio do centro comercial, do tipo daquelas das unhas,( sim, porque agora parece que está na moda já não ter uma salão de beleza e de quem passa ver exactamente o que nos estão a fazer...), em que se estava a fazer a depilação de sobrancelhas com uma linha... como se isto já não fosse estranho, a mesma linha passava entre os dentes da rapariga que está a fazer a depilação à cliente!! Ou seja, agora sempre que passarem o fio dental nos dentes, perguntem-se se não querem fazer disso um trabalho!! Assim, enquanto fazem a higiene oral e passam os vossos germes para a cara da outra pessoa, ganham uns trocos!! Parece me agradavel!!!
Ah, não resiste em transpôr esta frase que encontrei sobre esta técnica: "Se você ainda não experimentou, não sabe o que está perdendo. Sua vida será outra depois que conhecer esse luxo." Parece que não é agradavel, peço desculpa!! É UM LUXO!!
Agora, deixo-vos uma pequena informação sobre este "luxo".

A depilação chinesa na verdade é a velha (antiga) depilação a fio, feita também por egípcios desde a antiguidade. Alguns salões chamam de depilação chinesa, outros de depilação grega e outros ainda, de depilação iraquiana. A técnica é natural: não utiliza nenhum produto químico e consiste na remoção de pêlos fio a fio, através da manipulação de uma linha de seda.O procedimento não tem nenhuma contra-indicação, na verdade, apresenta uma vantagem em relação aos outros métodos: pessoas que fazem tratamentos com ácidos na pele utilizam muito essa técnica porque a depilação a fio não contém química alguma e, portanto, não atrapalha tratamentos dermatológicos. “Dependendo da sensibilidade da cliente a pele pode ficar um pouco vermelha na hora, mas depois de 5 a 10 minutos, a vermelhidão some”, explica a depiladora e especialista do Jacques Janine Unidade Augusta, Sônia Machado. Segundo Sônia, a depilação com linha dura mais tempo: cerca de um mês e pode ser feita em qualquer região do corpo: seios, axilas, virilha, pernas ou rosto. “Normalmente as clientes procuram esse tipo de depilação mais para a região do rosto”, explica Sônia.Para depilar o rosto inteiro de uma cliente, a especialista demora cerca de 30 minutos. Uma barba pode demorar de 4 a 6 horas. A grande vantagem é que o pêlo é arrancado pela raiz, sem quebrar.
Coisa alguma foi dita
naquele silêncio presente
do teu gesto incolor
que me despiu,
perante o desassossego,
inclinando-me a percepção
e deixando transparecer
o cansaço da renúncia já narrada
pelo corpo
daquele que ousou ouvir.

E esse sofrimento que agora sinto
Não é senão consequência
Da tua ausência.
E não me encontro
Nem me procuro,
Vagueio sem rumo,
Querendo alcançar-te...

Sem compreender que já te encontrei dentro de mim.


Das palavras que me escreves, retiro o mundo das tuas mãos.

quarta-feira, novembro 07, 2007


Hoje sonhei, meu amor. Sonhei que me cantavas serenatas enquanto eu dormia. E com pétalas de rosa me acordavas. E as palavras, essas, eram doces como o beijo que trazias.

domingo, novembro 04, 2007



Preciso de um engenheiro mecanico!!! É que tou com um problema de engrenagem!!!!

sexta-feira, novembro 02, 2007

Pensamento do dia

"Nada é eterno neste mundo de loucos, nem os nossos problemas" - Charlie Chaplin

Inventário



Todos os dias carregamos caixas e mais caixas, lá dentro vão os nossos problemas. Todos os dias procuramos lá dentro um espacinho para lá pôr mais qualquer coisinha. E as caixas, essas, vão ficando cada vez mais pesadas. E pensamos que somos feitos de chumbo e que a nossa força aguenta aquilo e muito mais. Mas as caixas são feitas de papel e, esse, por vezes, rasga-se...


Obrigada pelos "bom dia" !!
Há uns dias, vi a mulher mais feia que já alguma vez vi... Não senti repulsa ou qualquer coisa no genero, apenas estranheza. Não era como aquele rapaz que morava ao pé de mim, que tinha a cara toda queimada e não tinha mãos... esse, sim, causava-me impressão e pena. Com ela era diferente, não conseguia não olhar (discretamente, é claro, porque não a queria incomodar...), era mais forte que eu. Queria poder tocar-lhe na cara e ter a certeza que aquilo não era uma mascara ou que a cara dela não era de borracha. Queria ser criança para poder chegar ao pé dela e perguntar-lhe sem maldade porque é assim(?), se é alguma doença ou se teve algum acidente. Queria lhe dizer que não tenho medo nem impressão, e que não a vejo como um monstro... e que por isso ela nunca se devia ver como tal... e queria poder dizer-lho na pele de uma criança, porque elas podem ser extremamente crueis mas também são sempre verdadeiras, e também porque me senti como uma por não perceber o que estava à minha frente e ter uma imensidão de perguntas para fazer... Fiquei imenso tempo a pensar naquela mulher e ainda guardo na memória a sua imagem. Pensei que às vezes somos tão superfulos preocupados com a nossa imagem, a nossa roupa, a nossa dieta, e nos achamos feios... sem nos apercebemos da sorte que temos. E, sinceramente, se há uma coisa que eu tenho vindo a aprender é que as pessoas que nós achamos feias (segundo os nossos padrões de beleza) são normalmente muito melhores pessoas do que aquelas que nos achamos bonitas...

quinta-feira, novembro 01, 2007

Mulheres ao poder

Nos primórdios da evolução humana enquanto o homem caçava à bruta, a mulher já se dedicava a tarefas mais nobres como a educação dos filhos e a gestão da caverna. Os homens tinham um leitura diferente: “Se sou eu o caçador, sou eu que manda na minha família, ou seja, quem usa a pela de leopardo na minha gruta sou eu!”. A mulher, mais fria e ponderada, pensava: “Quero que se lixe... se alguém tem que arriscar a vida que seja ele. Desta forma, sente-se realizado e julga que manda.” Esta política de gestão do casal durou milhares de anos. Quem remava nas galés à base da chicotada? Os homens. Quem foi a força motriz da Revolução Industrial? Os homens. Quem combateu as principais guerras? Os homens.
Depois de nos terem avaliado, começaram de mansinho a tomar o poder. Nas décadas de 1920/1930 assaltam o cinema. Na década de 60, com a pílula, passaram a gerir a natalidade. Nas décadas de 70 e 80 tomam de assalto as universidades, as empresas e o poder político.
Neste momento a panorama político mundial está em transformação. Vejam os seguintes casos:

Hilary Clinton: analisou o trabalho do marido e, passados uns anos, é candidata à presidência norte-americana.
Condoleezza Rice: neste momento é o braço direito (o esquerdo e o cérebro... dizem alguns!) de George W. Bush.
Cristina Kirchner: analisou o trabalho do marido, Néstor Kirchner, ex-presidente da Argentina, e agora está ela no poder.
Tarja Halonen: Incrivelmente parecida com Conan O’brien, é hoje presidente da Finlândia.
Angela Merkel: É a chanceler da maior economia europeia e uma das maiores do mundo... só isso!
Isabel II: É rainha da mais mediática monarquia de todos os tempos.
Oprah Winfrey: Uma das mulheres mais ricas e influentes do mundo.
Indra K. Nooyi: Nada mais nem nada menos que a CEO da PepsiCo.
Wu Yi: vice-presidente do país mais populoso e com a economia mais promissora do mundo... a China.
Jessica Biel: Não fez grande coisa mas é muita gira!
Dêem o valor devido às mulheres... elas têm uma esperança de vida superior à nossa!
Dr. Matrix

Parabéns, Cristina!!!